Detentos destroem celas e queimam colchões durante rebelião em presídio de Guajará-Mirim - NOVO HORIZONTE NOTICIAS - O SEU PORTAL DE NOTICIAS

Últimas Noticias

SEJA TODOS BEM VINDOS AO @NOVOHORIZONTENOTICIAS

Post Top Ad

Siga no Facebook @NOVOHORIZONTENOTICIAS

terça-feira, 2 de junho de 2020

Detentos destroem celas e queimam colchões durante rebelião em presídio de Guajará-Mirim

Detentos destroem celas e queimam colchões durante rebelião em presídio de Guajará-Mirim

Presos da Casa de Detenção de Guajará-Mirim (RO) iniciaram uma rebelião com reféns na noite de domingo (31). Equipes do Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE) fizeram o controle no presídio nesta segunda-feira (1º). Celas ficaram destruídas e colchões foram queimados. Não há mortos.
Conforme um vídeo divulgado pelos próprios presos, a rebelião foi um protesto, pois alegam que sofrem maus-tratos por parte dos agentes penitenciários, como agressões e uso contínuo de spray de pimenta.
Os detentos também mostram dois reféns e falam sobre a super lotação do presídio. Com capacidade máxima de 10 presos, as celas chegam a ter 15 detentos.
Detentos destroem celas e queimam colchões durante rebelião em presídio de Guajará-Mirim
Conforme informações de agentes, nenhum detento foi morto. Os servidores estão organizando o presídio, pois houve a queima de colchões e há celas destruídas.
A Rede Amazônica tentou falar com a direção do presídio, mas as ligações não foram atendidas até última atualização desta publicação. A reportagem tenta contato com a Secretaria de Estado de Justiça (Sejus) e aguarda retorno.
No fim de semana, a vigilância epidemiológica divulgou que um preso da penitenciária foi confirmado com o novo coronavírus. A direção informou que ele segue cumprindo pena em uma cela isolada e sem contato com os demais apenados.
FONTE : G1-RO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Contato (69) 98431-0154